0 item Total: R$ 0,00

topo

Postado em 06 de Agosto às 09h35

Dimerização: o que é isso?

NOTÍCIAS (1)
    Luxtrue - Soluções tecnológicas em sistemas de iluminação Dimerização é o termo utilizado para classificar o controle da intensidade de uma luz. Por isso, as lâmpadas dimerizáveis são aquelas que...

    Dimerização é o termo utilizado para classificar o controle da intensidade de uma luz. Por isso, as lâmpadas dimerizáveis são aquelas que são usadas por quem deseja regular a intensidade de determinado brilho e controlar a iluminação de visual de um ambiente.

    As lâmpadas tradicionais, as incandescentes, já eram consideradas dimerizáveis, afinal era possível controlar a intensidade de seu brilho. O grande problema delas é que seu gasto energético era alto e pouco eficiente, resultando em grandes custos relacionados com o consumo desse bem. A chegada das lâmpadas fluorescentes – ou de LED – que são mais econômicas, por muito tempo afastou a dimerização da técnica de controle de brilhos de ambientes, entretanto, hoje já é possível fazer esse controle com essas opções de baixo consumo.

    Como funciona a dimerização?

    A dimerização é feita com a ajuda de um aparelho que chamamos de dimmer, responsável por controlar a intensidade da luz de uma determinada lâmpada que ilumina um ambiente. Ele substitui o interruptor tradicional, que somente acende e apaga uma lâmpada, permitindo que o usuário deslize seu botão de acordo com a intensidade que pretende deixar o brilho da luz do ambiente.
    O dimmer é responsável por, dentre muitas funções, aumentar o tempo de vida útil da lâmpada, visto que diminui a tensão aplicada nesse material para poder produzir o brilho da luz. Além disso, ele garante maior conforto para a visão de qualquer pessoa.

    Por que optar pela dimerização na hora de utilizar a energia?

    Existem muitos motivos que nos levam a optar pela dimerização na hora de utilizar a energia em um imóvel ou cômodo. Além de deixar um ambiente com ar mais sofisticado e bonito, o dimmer também é responsável por demandar menor manutenção no sistema de iluminação da casa e, principalmente, economizar, significativamente, no consumo de energia no final do mês.

    Voltar para NOTÍCIAS